seguidores

4 de agosto de 2010

COMUNICAÇÃO + ARTE = OBA!


NOVO - Lay out descontraído, artístico, com o tema "Comunique-se!"...


ANTIGO - ... site estratégico, com tema do poker | imagens: Val da Costa


VALDÍVIA COSTA

"Conseguir comunicar é a grande questão de nossa vida". Assim pensou o francês Dominique Wolton, que observou a nossa procura em responder a esta questão. Ela está no centro das relações pessoais, familiares, sociais, políticas e, cada vez mais, mundiais. Talvez seja por isso que as empresas de comunicação, as mais novas principalmente, trabalhem hoje com conceitos e não com produtos pré-moldados.

Mas para fazer da comunicação uma parceirona boa, a arte precisa estar junto, moldando, adornando as peças e os serviços e sendo absorvida pelos receptores. Essa é a receita que a Oba! Multimídia faz em pleno Agreste paraibano, na cidade de Campina Grande, há três anos. Com campanhas criativas, que estimulam a reflexão e aguçam os sentidos pelo marketing menos espalhafatoso e mais estratégico, a agência completa três anos criando produtos curiosos, como o site da Cabruêra, divulgado semana passada no blog.

Carolina e Rafhel Jerônimo (frente, à direita) lideram a equipe composta por Galdino Otten (frente esquerda), Morgana Tito e Leandro Santana (por trás). Eles responderam todas as dúvidas que deixei (propositalmente) no post passado. Instalada na Serra da Borborema, a Oba! é aporte planetário. Afinal, “em tempos de globalização, em que o fim das distâncias físicas revela a incrível extensão das distâncias culturais, a comunicação é um valor essencial...”, acentuou Wolton.

DE ACORDO COM " - Na semana passada, postamos sobre o lançamento do site da Cabruêra e não explicamos muito sobre o produto. Como foi feito o site e que recursos tecnológicos foram utilizados?

Leandro Santiago - O site foi criado baseado no desenho que Galdino fez, que foi a ideia dos bonecos e as sombras. Foi usado o recurso do Flash, que é a ferramenta mais apropriada para fazer esses bonecos se mexer e funcionar na Internet. A questão dos bonecos envolveu uma pesquisa muito grande, principalmente as sombras, que representam o conceito de Visagem.

" - Reproduzindo uma pergunta de um comentário deste post: "como explicar as sombras dos personagens (da Cabru) se não há bonecos?"

Galdino Otten - Esse trabalho foi desenvolvido depois de um breafing e de uma reunião na Oba Multimídia, que topou fazer essa parceria com a Cabruêra e de acordo também com o conceito que os cabras tinham passado pra gente, de visagem, aquelas coisas de assombração. Por isso a sombra permanece sempre no site, mesmo depois que os bonecos se abaixam. A forma como foi feita: a gente utilizou o Photoshop e utilizou a técnica de recorte. Através do recorte, a gente fez uma imagem que retratou a banda. A gente tentou utilizar o máximo de elementos que lembrassem a banda, como as características pessoais dos músicos, uns com barba etc. A gente personificou a Cabruêra em forma de mamulengos com o programa.

" - As novas identidades visuais da cidade já têm um traço da Oba!, percebe-se por alguma inovação no mercado local. Demora para construir uma nova marca e quais os principais desafios ao pegar empresas sem essa identidade?

Morgana Tito - Há uma demora dependendo do cliente e do que ele está querendo visualizar e passar para o público com a sua marca. Então cada marca vai sendo personalizada de acordo com as vontades e características desse cliente, para que ele se ache num mercado tão competitivo como o nosso. Realmente, há grandes desafios por causa dessa diferenciação que procuramos para cada cliente. Hoje o mundo é muito globalizado. As empresas que competem aqui, competem fora também e acabam tendo muita igualdade de oferta; elas se parecem demais. A gente busca a diferença nesse meio. O nosso foco é colocar o cliente no melhor local possível, sempre bem visualizado, bem caracteriazado e bem conceitual na parte que atinge o comercial dele.

" - Como ocorre a comunicação nos multimeios que a Oba! desenvolve? Antes do Design, qual o conceito da agência?

Carolina Jerônimo - A Oba! é uma agência multimídia, e gostamos de nos intitular assim porque vemos que vamos muito além de uma agência de publicidade. Tentamos reunir dentro da empresa diversos serviços, formatos de comunicação necessários para transmição de qualquer mensagem de forma eficaz, objetiva e com o diferencial de trazer um material feito com mais personalização. Alguns chamam isso de conceito. Para presonalizar, você gera conceito que saem de um cliente, de um público alvo, de uma mensagem que uma empresa, que um projeto ou uma pessoa quer transmitir para alguém. Isso também retrata um pouco da vivência da diversidade de projetos que a gente tem. Nós temos editoração, ambientes virtuais, apresentações de multimídias, e temos os produtos típicos da publicidade como um out door, um panfleto. E a gente também tem aqueles projetos daquelas pessoas que querem realizar apenas um sonho. A gente chama isso de projeto independente, como foi o caso de dois livros que editamos, um de uma poeta médica, e outro religioso. Isso traz muito a cara do que é a Oba! Esse universo de informações, não só pra trabalho, porque nós apenas não focamos o mercado em si. Mas a gente encara a comunicação necessária em todas essas esferas. Não apenas em relações de empresas e clientes. Sempre procuramos novas formas de composição do gráfico com a parte da mensagem do texto. A importância da arte está linkada completamente com o desejo do cliente. O que enriquece a agência é termos profissionais de diversas áreas que acabam comungando com nossa ideia. Como a habilidade de Galdino em fazer os bonecos do site da Cabruêra. A gente também tem um ponto forte, a estratégia, que muitas vezes supera até o design. Nós não fazemos sites, nós potencializamos um produto dentro de ambientes virtuais. E isso é diferente. Porque um webmaster pode fazer a parte de desenvolvimento, um designer pode fazer o desenvolvimento do lay out, mas a parte do posicionamento estratégico não. A nova campanha que a gente está trazendo é "Comunique-se". Independente da forma, do meio. Comunique-se. Em todos os lugares e com todas as pessoas. No novo site, os personagens, cada um, vivem situações de comunicação diferentes. É uma campanha com inserção de uma visão da empresa que pretendemos levar pra os clientes. Para ter uma visão integrada numa comunicação única, com um texto visual completo e que agregue o design e a arte, porque a gente se alimenta com os olhos. E a beleza, com certeza, é um dos primeiros pontos a serem vistos.

" - A agência tem crescido e criado estatégias. Por que a empresa adotou um lay out temático em 2009 com o poker?

Rafhael Jerônimo - Inicialmente tivemos uma dificuldade em dar a cara ao nosso site. Ele tinha que ter tudo o que fazemos, então tinha que ser algo gigantesco. Fazer algo pra nós com aquilo que já fazemos, comunicação. Pensamos em fazer brincadeiras anuais, dessa forma não teríamos um site monótono e poderíamos fazer uma associação ao nosso universo de trabalho. O primeiro site foi pequeno, de acordo com a estrutura que tínhamos de agregar. Criamos um CD Rom, divulgamos por mala direta para os clientes e fizemos um folder impresso com o mesmo tema. Para esse primeira campanha, o mote foi o poker, que tem uma relação bem direta com o mundo dos negócios. No poker você precisa apostar, nos negócios também. O blefe... A relação com as pessoas, o olhar... Um professor da Federal até perguntou-nos se estávamos lendo o livro dos axiomas administrativos, mas não foi isso. Tanto que já variamos a temática e propagamos outra campanha até meados do ano que vem.

2 comentários:

Espiral Pagan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
emanoella disse...

Muito bom o trabalho da OBA, ver que o mercado publicitário em Campina Grande fervilha de ideias inovadoras, com gente que sabe mesmo o que está fazendo. Parabéns a toda a equipe o site Cabruêra faz jus ao trabalho da banda. Parabéns a Jornalista Val, por disseminar tudo o que presta na Serra da Borborema. Que venha o TOP BOLG!!! Já votei.