seguidores

15 de dezembro de 2009

*Feira - Shows e sons perfeitos


ALUCINADOS - O público emocore da noite do último sábado se rendeu aos ritmos de samba e latino que as bandas Fino Coletivo e Sílvia Machete promoveram na Feira | imagem: Val da Costa

*Por Valdívia Costa

Os shows da Feira Música Brasil não existiram de tão bons. Mas, pra se conseguir essa qualidade sonora, de iluminação e estilos tão impressionantes, os recifenses montaram um palco integrado, em forma de acento circunflexo, que possuía as mais avançadas tecnologias da atualidade. Os shows de Fino Coletivo e Sílvia Machete foram magnifícos. A irreverente Sílvia levou até o público do Fresno (aquela bandinha emocore) ao delírio.

Pra não ficar levantando impressões personificadas, é melhor ver do que falar...

fotos: Val da Costa

GIGANTE - Nem alto, nem baixo, o palco da Feira dava para ser visto a quilômetros de distância com uma iluminação especializada (show: FINO COLETIVO)




DESIGN - Atrás dos músicos, nas projeções eletrônicas, artes visuais de diversos artistas, além de imagens trabalhadas por profissionais conceituados de vídeo (show: FINO COLETIVO)




CONTAGIANTE - Sílvia Machete, que "rima com chacrete", fez um show hilário, com letras irreverentes e engraçadas, falando do universo feminino




INUSITADA - Sílvia usa técnicas circenses no palco, casando com a proposta musical, e leva a multidão aos gritos com a apresentação





INTERAÇÃO - Músicos têm que cair na onda da cantora, que faz piadas o tempo todo com eles: "bem atrás de mim, sempre atrás de mim, com a visão mais privilegiada do show, o baterista", apresenta, com voz dengosa




SURPREENDENTE - O ápice do show de Sílvia é quando ela acende um baseado de orégano no palco. Detalhe: sem deixar um bambolê cair, passando do pé à cintura e ao pescoço, retirando a seda, fechando o cigarro, socando o fumo e acendendo 'a coisa'


MACHETETES - Já tem mulher seguindo a pós-moderna Sílvia pelo Brasil, mas os homens também se apaixonaram por ela, que sempre é sensual e cativante

2 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Faz tempo que não vinha a esta casa.
Hoje fui muito bem recebido com boa música (samba e ritmos latinos).
vou tentar aparecer mais vezes.
Por agora deixo o desejo de umas Festas Felizes e que o Papail Noel seja generoso "De acordo com"

Muitas felicidades e uns dias bem passados, com saúde e junto dos que ama.

Um abração.

Toninho disse...

Com certeza foi o evento mais importante na área.
Definiu bem os horizontes do mercado brasileiro de música pra os próximos 10 anos. A Paraíba está no caminho certo das ações. Conseguimos ver isto no trabalho do Aerotrio, Cabruêra, Burro Morto, Toninho Borbo, Chico Correa, Jaguaribe Carne e tantos outros que compõe a vanguarda da música paraibana
vamos trabalhando.