seguidores

2 de abril de 2010

TENEBRAR: MÚSICA BOA NA CALÇADA


ESPAÇOSO - Não há aquele velho paradigma de quem paga manda: no Bar do Tenebra só toca música boa e toda a boemada gosta mesmo é de uma comprida calçada. | imagens: divulgação/Val da Costa

VALDÍVIA COSTA

No começo, a galera tirou onda: "vamos tenebrar?" E assim virou um verbo o modo das pessoas se encontrarem, conversarem e ouvirem música na night de Campina Grande-PB. Nesse neologismo, entra a calçada. Isso mesmo! Uma longa calçada, boa pra se ficar horas papeando, ouvindo música... E essa simples ideia só faz aumentar adeptos. O Bar do Tenebra, na Rua Sebastião Donato, tem dado vida à área apagada do Parque do Povo.

Logo que entramos no bar, pegamos o cardápio e lemos uma mensagem direta: "aqui não tocamos lixo", se referindo ao axé, forró de plástico e outros "estilos" mais bregas. Foi com essa franqueza que o proprietário do empreendimento, Emerson Tenebra, conseguiu manter um público robusto, semanal e fidedígno. Com a incrível pasta de música de mais de 30 mil sons, somente em mp3, ele mantém o charmoso boteco numa trilha seletiva.

Vale salientar que essa seleção mais do que multiplicativa conta com umas centenas de vinis, CDs e DVDs. Ao ritmo da salsa, raga, ska e da world music, mas sem largar mão da boa emepebê e do velho e bom rock, Tenebra comemora dois anos de sucesso e promete novas iniciativas culturais para os músicos autorais da Serra da Borborema este ano.

DE ACORDO COM " - Sabemos que você é uma pessoa de bom gosto musical pelas seleções quase nunca repetidas do Bar do Tenebra. Como surgiu seu interesse pela música? Quantas músicas você tem em seu acervo, eletrônico e físico?

TENEBRA - Costumo dizer que meu interesse pela música surgiu por influência de S. Edmundo José Lins de Sá (meu pai). Sempre que estava em casa, ele ouvia música clássica, ópera, samba de enredo, bem como alguns dos músicos da boa MPB. Sob essa influência eu cresci e depois por intermédio de meu irmão conheci o rock e daí pra frente foram minhas buscas. Meu primeiro vinil comprei aos 10 anos de idade, era o primeiro disco da Blitz (1982). Hoje tenho um pequeno acervo musical, já que a música é infinita. Fisicamente tenho cerca de mil vinis, uma media de 100 fitas de VHS e DVDs de vários músicos e bandas, entre incontáveis CDs e DVDs. No formato mp3 é mais ou menos 110 Gb, que dá algo em torno de 30 mil músicas em HD. Juntando tudo devo ter umas trocentas músicas (risos).

" - A história do teu empreendimento é entrelaçada com a música, a contar com a antiga barraquinha da Cachaça Misteriosa do Encantado em épocas juninas. Conte como começou essa necessidade de ouvir e mostrar sons novos, diferentes e de qualidade para os paraibanos e visitantes de Campina Grande.

T - Bem, começar do início vem antes disso, antes de vir para Campina Grande. Em 2005 já existia um outro bar que era em Maracaípe (litoral sul de Pernambuco). Lá, vi a necessidade de ter um espaço para ouvir algo de bom, algo de novo. Quando cheguei em Campina Grande já tinha o projeto da Cachaça Misteriosa do Encantado. E em 2006 coloquei o quiosque pela primeira vez no Parque do Povo, com músicas regionais nordestinas, de várias partes e estilos... E foi um sucesso total. Por conta de proibições de equipamentos sonoros nos quiosques começamos a fazer música ao vivo, criamos o Maracatu Tenebroso. E depois veio o bar, que era justamente para abrir um espaço maior para a música e seguir os projetos da Cachaça Misteriosa do Encantado. No bar, atualmente, já ouvi coisas do gênero: "O que toca aqui para o povo é o que o povo gosta". E discordo: "é o que o povo tem acesso". Se derem pão seco, comerão pão seco. Se derem com queijo...

" - Com quase dois anos de Bar do Tenebra, você reabriu este ano, após o Carnaval, com uma carga extra de músicas que trouxe da sua terra pernambucana. Quantas músicas ou trabalhos você trouxe de lá e como você escolheu essa demanda? Você dá preferência a um estilo de música ou pega tudo que é bom?

T - Sempre que vou ao Recife visito os amigos e pergunto o que estão escutando atualmente. Daí saio pegando tudo que soa bem ao ouvido. Esse ano trouxe cerca de 1700 novas músicas de lá, mas diariamente estou buscando coisas novas na internet. Como se pode ter preferência? Existem músicas boas em todas as linhas. No bom forró, no bom samba, na boa MPB e também nas músicas do Uzubequistão, de Mali, Cuba, Índia, Irlanda, África e todo o globo. Já ouvi músicas de várias partes do mundo e várias me emocionaram e emocionam até hoje.

" - Você já deu partida a um processo inevitável, que é colocar música ao vivo no seu empreendimento. Como você pretende atuar com essa questão esse ano? Vai ter mais apresentações musicais, com que tipo de estrutura (voz e violão ou com banda)?

T - Música ao vivo é uma questão delicada. Existe a vizinhança, o bar é aberto, complica cobrar ao público, falta a iniciativa privada para apoiar a cultura, falta a compreensão do próprio público, que, por mais barato que você queira cobrar, as pessoas se negam a pagar. Todas as vezes que rola é por conta do bar, que dá uma ajuda de custo, mas nada de muito grandioso. Nós estamos abertos para as bandas, que tenham um som AUTORAL, mostrar o seu trabalho. Não sou muito de banda couver. Acredito que tem que criar, mostrar o novo.

" - Pretendes organizar alguma iniciativa cultural este ano na cidade ou no bar? Qual?

T - Sim. Está vindo aí o São João 2010, muitas novidades. E, se tudo der certo, se conseguirmos fechar os apoios e patrocínios, teremos, ao todo, 8 atrações em 14 apresentações na calçada do bar no período junino. Desde já vai o apelo aos empresários de todos os setores que tenham interesse em atrelar seu nome à cultura que entre em contato com a gente pelo e-mail emersontenebra@hotmail.com. Nosso projeto é de baixo custo e vale a satisfação de apoiar a cultura paraibana. Em breve estará disponível o site do bar. Acredito que até o fim deste mês de abril.

32 comentários:

Emerson disse...

Mais uma vez adorei a materia, Valeu Valdivia e a todos que fazem o
DE ACODO COM

Toninho disse...

Esse gordinho é cheio de xinfra!!
Gosto do seu repertório e do ambiente do Bar do TENEBRA. Valeu man, super força.

Hoje mesmo vou tenebrar!!!!
Vamo lá.

Carlos Azevedo disse...

Pocoloko meu!

W!ll (Agitador Cultural e Cartunista) disse...

O "Poco Loco Bar", ou simplismente Bar do Tenebra para os habitués do local não é apenas mais um barzinho de "moda" da night de Campina Grande. É um local de cultura e arte universal, onde se faz amigos e amores sem barreiras de raça, credo, nivel social ou opção sexual, lá se discutem ideias, conceitos, filosofias, projetos, se paquera/namora, se ouve boa música...etc. Enfim, só "Tenebrando" pra saber... :)

Parabéns ao pessoal do Blog (da matéria)

Moema Vilar disse...

Tenebremos sempre!

É surreal estar no Bar de TENEBRA (antes conhecido como POCOLOCO BAR) seu apelido tão forte engoliu o nome do bar e virou verbo, como diz a matéria de Val da Costa.

Vou tenebrar para relaxar ou trabalhar, acreditem! rs

Dizem os que gostam de cerveja, que é lá que se encontra a cerveja mais gelada da cidade.Eu, como só tomo gin, só posso falar da minha dose sempre caprichada! hehehe

ahhh a caipirinha de lá é uma delícia também!

Meu paladar tão surreal quanto o ambiente do bar, adora o prato da casa - o pocoloco - espetinho de queijo coalho e pimenta de bico com cobertura de mel, distribuídos em um prato de barro!

Mas o importante mesmo é quem encontro por lá!!! Boa música e gente que gosta de boa música!
Sempre saio com meu caderninho recheado de novidades para a vida!

Tudo comemoro TENEBRANDO!

WDS disse...

Todo final de semana quem trabalha ou não, se abastece mentalmente tenebrando.

Saulo Coimbra disse...

Tenebra, meu irmão, vc sabe o quanto vivemos em ruas e calçadas recheiadas de melodias "emepebelistas" que nos enriquecia a mente, o corpo e a alma, o aconchego de todos em um só canto de um canto encantado em que cantavamos junto com as estrelas e baratas do lugar...tou emocionado demais aqui, te desejo muito mais sucesso e principalmente a gentileza dos orgãos de cultura daí de Campina Grande..., vc merece, vc sempre foi luz prá nós músicos, além de um grande irmão...valeu Tenebra... (L)

Iviane disse...

O Pocoloko ou O Bar do Tenebra é um dos poucos ambientes de diversão que Campina Grande tem em que me sinto bem, livre e mto bem acolhida, pode-se dizer que este bar é totalmente idiossincrático. Eu apoio totalmente a inciativa, principalmente pq o bar cresce baseado na cultura e quando isso parte da melhor forma de atingir as pessoas que é a traves da música, pode ter certeza que eu to dentro!

Ádria disse...

Ei Tenebra, fico muito feliz com essa matéria. Estou me devendo uma visita, como você mesmo falou,"risos" te desejo toda sorte, $uce$$o e felicidade
xeeeero grande da sua amiga pernambucana e consumidora (nos carnavais) da misteriosa do encantado. Me espera que chego já. A matéria ficou masssa
xeero à todos

Robson Mota disse...

O bar (as vezes questiono se é bar ou sala de casa) é ambiente ímpar o lugar é aconchegante e traz sensacao de liberdade. sempre que amigos de outras cidades me visitam, os levo lá. desejo vida longa ao bar. ah e concordo com a moema. o pocoloco com aquela pimenta biquinho... indico a todos !!!

Marcilo Ramos disse...

Os universitários também são um bom publico do Pocoloko, mas independente de ocupação, local de nascimento ou classe social, o publico é bem variado...
Como ex universitário e ex visinho do bar só tenho a agradecer por Tenebra me fazer sentir mostalgia e lembrar da terrinha (Pernambuco) sempre que estava por lá (quase todo dia ultieis do bar!). Grande empenho o desse "malungo". Saudades do clima de lá, saudade da Mistériosa...
Boa matéria.

Anônimo disse...

Muito bom saber que esse polo multi cultural de campina esta sendo divulgado aqui.

tenebra tudo de bom ae!!

Johnny Martins disse...

O repertório musical do PocoLoko/"Bar de Tenebra" é, sem dúvida, o que torna um lugar único.

Mas tem outras coisas:

A comidinha de Janete (sobretudo o "arrumadinho").

A vista do Parque do Povo e a vista do Povo do Bar...

Enfim: um lugar muito massa!

Eduardo disse...

Tenebra é um cara do mundo! Já arrepiou aqui em Fortaleza! Ainda quero conferir esse bar! Abração!!!

Anne disse...

Ótima matéria. Adoro o bar do Tenebra! É um dos poucos lugares em Cg onde a gente pode sentar e beber em "paz" com os amigos. Digo "em paz" porque a gente fica longe daquelas porcarias que tocam por aí, a exemplo de Rebolation (inclusive adorei a nota na porta do WC com o comentário do Chico Buarque). Pra mim é o melhor bar, com a melhor bebida, a melhor música, a melhor galera e o melhor dono!
Valeu, Tenebra!

Anônimo disse...

O TENEBRA TÁ DIVULGANDO VELHOS E NOVOS DA MÚSICA NACIONAL E MUNDIAL . SOU MUSICO (BATERISTA) DE PERNAMBUCO (RECIFE) ONDE JÁ TIVE AS PORTAS ABERTAS PARA DIVULGAÇÃO DE MEU TRABALHO .

VALEU TENEBRA , ABRAÇO CARA !!!!

VLADIMIR MENEZES disse...

O SOM QUE SAI DAS CAIXAS DO TENEBRA É SEMPRE DE BOA , O BAR É BEM ACONCHEGANTE . ENTÃO FICA TUDO LINDO .

ABRAÇO TENEBRA !!!!

Daniella disse...

O que faz a diferença no Bar de Tenebra com certeza é a qualidade das músicas, mas como um todo o ambiente é massa, incluindo o pessoal que frequenta o bar, as comidas, que como já falaram- o queijo com a pimenta de bico é muito bom.

Filipe disse...

Ainda não tive oportunidade de conhecer o estabelecimento (moro em Fortaleza), mas não me admira que uma idéia vinda da imensa e inquieta cabecinha miraculosa do Tenebra cause tamanho rebuliço e agrade a qualquer um que não se conforme com a pífia mesmice!!

Grande abraço, brother!!

Qualquer dia desse tô por aí!

Mary disse...

A matéria está muito boa!
=D
até eu apareço na foto.
rs...

Eu vou praticamente todas as sextas.
Muito bom frequentar esse bar.

Carol Régis disse...

Muito bom o espaço do DE ACORDO COM para os amantes do Bar do Tenebra.. Eu, particularmente, estou praticamente todos os dias que ele abre. Só para incensar-me de tudo que venha a soar de la!! Valeus Tenebra... Um abraço a todos!!

Ariane Lima disse...

Esse é sem dúvida "O lugar do caraleO" ...
O hino do bar deixa de ser uma simples musica carimbada no repertório pra mostrar pra todos o verdadeiro intuito do lugar... ser o melhor bar de Campina Grande...
Boa musica, gente bonita e legal, cerveja GeLaAdaa, bom atendimento, e as comidinhas de Janete tornam o lugar a sala da casa da gente como já disse Robson...
Sou suspeita de falar... mas axo aqui (sim agora mesmo estou no bar... rsrsrs) o lugar mais aconchegante da cidade... bebo e me alimento aqui sempre... e quero continuar fazendo parte da família do bar por muito tempo...

Beijos pra Val... e pra Tenebra tbm...

Jm. disse...

Emerson Serrano Lins de Sá, desde pequeno, em suas aulas de balet já levava jeito pra música... Lembro quando cantarolava músicas da turma da Xuxa, Paquitas e Balão Mágico..., sempre alegre e saltitante... Fã do Palhaço Chocolate, tinha todos os discos. Um verdadeiro fã... Hahahahahaha! BRINCADEIRA TENEBROOOOOOOOOSO!!! Vc merece todo esse "SA, SE SI, SO, SUCESSSSSO!" como vc mesmo diz. Na verdade lembro quando todo mundo estava trocando vinís por cd's, vc aproveitava e comprava as "bolachas" desprezadas, por 10 centavos cada, discos raros e preciosos pelo conteúdo.. Isso no começo dos anos 90... naquela época eu já ficava impressionado com a quantidade de coisa boa que vc tinha. qualquer dia me convide pra colocar um som no seu "TENEBAR". Boa sorte amigo!!

Patrícia disse...

O bar do Tenebra é realmente a melhor opção alternativa da cidade. Cerveja gelada e barata, música dde qualidade, espaço, decoração. Adoro as noites de terça!

A matéria ficou ótima, bom saber que tem gente lutando pela valorização da música local!

Anônimo disse...

Gostamos bastante da matéria.É bom ver que ainda há pessoas que investem na cultura musical na cidade,estão de parabéns pela iniciativa.Só está faltando a presença da Banda SELVAGENS para apimentar mais todo idealismo do bar em si.Continuem trabalhando.vlw!

Marcella Larissa disse...

Ótima matéria!!! O "Tenebra", como acabou ficando conhecido o bar, é a melhor alternativa de saída em Campina Grande... ratificando as opiniões supra, cerveja gelada, gente bacana e os maravilhosos petiscos da Janete... Hummm... quando conheci o espaço, fiquei impressionada... parecia não estar na cidade... parecia, sim, estar em minha terra... música boa, gente "gente" de verdade, sem frescuras ou preconceitos... um público cabeça boa e com papo interessante! Tenebra, ou simplesmente, Tenebrinha, com seu encantador acervo musical e tino administrativo, soube unir todos os bons elementos para formar e manter um abiente diferenciado que, de tão acolhedor, apesar de ser um espaço aberto em uma calçada, faz com que os frequentadores sintam-se em casa... literalmente, pois tem gente que vai para lá todos os dias... Adoro, de coração, o espaço e todos aqueles que lá trabalham... em especial Tenebra, que é um amor de pessoa e Janete, que faz aquela mariscada gostosa, que só aumenta a saudade de casa (daqueles que vêm do mar) e traz de volta todas as melhores lembranças que guardo... Simplesmente ADOROOOOO e, aos que não conhecem ainda: RECOMENDO!

songil disse...

Aí meu Brother Tenebration, aqui de Olinda/PE a galera do bem mandando aquele abrço pra vc. Sempre muito sucesso aí no Tenebra's bar. Local onde tive o prazer de conhecer e sair completasmente zuado.
Massa irmão. Se prepara que a galera vai pousar por aí pra tirar aquele som.
Gilson Martins

Anônimo disse...

Tenebra é lindo e eu adoro ele...

Mariana disse...

Bom...como frequentadora assídua do PokoLoco fica até tendencioso esse meu depoimento,porém, faz-se necessário o registro. Esse bar é envolvente, intimista e provocador de ótimas sensações musicais,pois o meu querido Tenebra nos propicia uma musicalidade de altíssima qualidade.Definitivamente é a melhor opção de bar da cidade, uma calçada capaz de favorecer o encontro de pessoas que buscam um bem estar sonoro, além de uma cerva gelada e um Marisco que pelo amor de Deus...Janete, mulher, vc é Fera! hehehe.Tenebra, parabenizo-lhe pelo empreendimento que vem dando muito certo. Desejo mais sucesso para o bar, pois a patir dele essa moçada pode absorver de forma consciente e criteriosa a boa musica! Beijo ENORME!

CABEÇA disse...

Emerson Tenebra, Grande cara. Conheci esse cidadão nos idos de 2005 quando dividimos casa. Naquela época vi em tenebra uma gana de crescer que vejo em poucas pessoas. Começou com a "Cachaça misteriosa do encantado" que ele vendia em um carrinho durante o maior São João do Mundo e pelas ladeiras olindenses. Posteriormente abriu um bar que acabou se construindo como uma das melhores opções culturais (para min a melhor) da noite campinense. O local, cujo crescimento se deve a muito esforço de Emerson, é uma opção de boa música, cerveja geladíssima e mentes abertas ao diálogo. Fico muito feliz que esse bar seja hoje uma referencia na cidade. Emerson mereçe, pelo guerreiro que é; Campina mereçe, pelo passado cultural que sempre foi decantado na História paraibana. Sinto-me feliz por min, porque tenho o privilégio de ser frequentador de uma ambiente onde posso ouvir boa música e me divertir com engraçadíssimas tiradas do "tenebroso".
Valeu Cara, o Sucesso é seu, o prazer é meu.
Forte Abraço,
Sérgio Murilo Ribeiro Chaves (sérgio cabeça).

margareth disse...

Amigo Tenebra,
apesar de não conhecer o Bar,mas sei que é um sucesso,com o gosto musical que você tem não poderia ser diferente.
voce é um cidadão do mundo, parabéns.
estamos devendo a visita.
um abração

Carol disse...

Emerson, Bons tempos os da Banca de Revista, né? E dos outros também! Oh, li a matérias, achei o bar massa e se soubesse que existia, tinha ido lá quando passei em Campina Grande em 2008. Fazer o q? Fica para a próxima.
Mas tá, quando vc vier p Recife, me liga que eu tô com uns 200 ou mais CDs e se tiver alguma coisa que vc n tenha ainda, deixo vc salvar para levar p Bar, ok?
Bjs e saudades!!!
Carol.